<strong>O peregrino Joshua</strong>

O peregrino Joshua

Joshua é uma coluna com publicação semanal às quintas-feiras no Jornal Diário Regional e aos sábados no Jornal Folha do Mate.

Nela Rafael Lovato trata de temas cotidianos vivenciados por um velho peregrino, no início do século passado.

A série "O peregrino Joshua" está sendo publicada pela Editora Zap Book, e contará com ao menos 7 volumes, e que podem ser comprados no site www.zapbook.com.br

16 março 2012

Longe e perto

O barulho da chuva torrencial batendo contra a persiana do quarto da pensão acordou o peregrino Joshua no meio da madrugada, que pensou que aquilo era mesmo esperado após os dias de escaldante calor que assolaram a região. Levantou-se e se dirigiu à cozinha para beber um copo de água, onde encontrou um homem sentado sozinho à mesa, à luz de velas, pois a intempérie interrompera o fornecimento de energia elétrica.

– Boa noite – disse Joshua que sabia que aquele homem certamente não se encontrava ali por causa de sede. – Tudo bem, meu amigo?

O homem respondeu se virando para Joshua:

– Noite… Somente pensando na vida…

Joshua puxou uma cadeira e sentou:

– Meu amigo, também já perdi noites de sono por conta de pensamentos.

– Nem me fale… Nessas andanças pelo mundo, passo meses sem voltar para minha cidade. Há tempo não vejo meus pais, sequer consigo lembrar seus rostos – e o homem pausou por momentos. – Sou um filho relapso, pois deveria ser mais presente, e acredito que estou pagando por isso…

Joshua escorou a bengala na mesa:

– Acalme-se. Certamente essa distância é muito menor do que imagina.

– Acho que não…

– É fato que fisicamente podemos nos encontrar longe de alguém, mas se carregamos conosco o que essa pessoa nos ensinou de bom, ou mesmo se portamos boas lembranças e sentimentos, constantemente perceberemos sua presença. A verdadeira distância entre as pessoas, amigos, amantes, amores, não é física: ela somente existe dentro de nós mesmos.

O homem se ajeitou na cadeira:

– Hm, gostei dessa noção… Continue, por favor.

Joshua olhou para o homem:

– Em minha longa vida sempre entendi esse nosso invólucro terreno como instrumento de interações, mas dispensável para estabelecimento de um elo superior entre duas pessoas. O filósofo grego Platão, sobre quem o amigo certamente já ouviu falar, defendeu algo parecido com isso ao teorizar o amor.

– E o que ele disse?

– Que o bem-querer, a bem-aventurança, o seguir ensinamentos, guardam muito mais afinidade entre as almas do que a presença e o contato puramente físicos. Assim, se é digno e perpetua os bons ensinamentos de seus pais, está tão perto quanto possível deles. Jamais nos encontramos afastados daquilo que realmente acreditamos e propagamos.

– Nunca havia pensado nesse sentido… Cá comigo, imaginei que não mais conseguir ver claramente seus rostos, na memória, era algum tipo de castigo divino…

– Que nada… Isso também já me aconteceu, e me assustou na época. Então lembrei quem eles eram, encaixando-os num contexto maior de como conduziam suas vidas: fazendo-me um carinho, ajudando alguma pessoa necessitada, ensinando-me algo novo e mesmo me chamando a atenção… E então os vi perfeitamente – e Joshua colocou a mão no ombro do homem: – E é por isso que minha verdade lhe digo: meu amigo, a verdadeira imagem de seus pais é o que eles representam para você, e não simplesmente sua aparência orgânica.

"17" comentários em: Longe e perto

  1. Rosa Maria Lovato - 5 de setembro de 2015

    Adorei o texto, meu filho. Nas saudades que sinto de meu pai, em outro plano há tantos anos, sempre o tenho comigo em todo o seu esplendor. Referindo ao texto, realmente, a afinidade pelos ensinamentos e exemplos é o que faz com que esteja sempre presente em minha vida. Beijo, te amo.

    • Rafael - 9 de setembro de 2015

      Beijos mamãe amada Rosa!

  2. Rafael - 29 de março de 2014

    Via FACEBOOK
    Heloiza Averbuck
    Lindo texto!

    • Rafael - 29 de março de 2014

      Bjo minha amiga Heloiza!

  3. Rafael - 29 de março de 2014

    Via FACEBOOK
    Bica Stein
    Lindo texto adorei ,,Parabés

    • Rafael - 29 de março de 2014

      Bjão Bica!

  4. Rafael - 28 de março de 2014

    Via FACEBOOK
    Rosilayne Vasconcelos
    Sábio Joshua! Parabéns amigo, seu texto nos prende a atenção do começo ao fim!

  5. Rafael - 28 de março de 2014

    Via FACEBOOK
    Delci Mantelli
    cada semana parece que os textos sao exatamente o que eu preciso ler!!!!!!

  6. MATEUS ROMÃO - 16 de março de 2012

    Que sorte do homem ter encontrado o JOSHUA naquela noite!
    Muito legal o texto! Grande abraço!

    • Rafael - 16 de março de 2012

      Valeu, meu excelente amigo Mateus! Abração para você e um beijão para a família!

  7. Rafael - 16 de março de 2012

    Via Facebook
    Betty G Goncalves ‎
    *BOA NOITE RAFAEL…BELÍSSIMA MENSAGEM..BEIJOS*
    Rafael Lovato: Bjão!

  8. Rafael - 16 de março de 2012

    Via Facebook
    Sueli Rosa
    Uma nova maneira de olhar…
    Rafael Lovato: 🙂

  9. André Cerqueira Corrêa - 16 de março de 2012

    Salve Lovato,

    Gostei dos dois últimos textos. Ainda bem que sempre tem texto novo; o Joshua faz falta!
    Abraços

    • Rafael - 16 de março de 2012

      Valeu, meu amigo Mineiro!! Saudades de vocês, fio! Abração.

  10. Rafael - 16 de março de 2012

    Via Facebook
    Alinne Braga ‎
    =D Outro pra vc Rafael Lovato, já virei fã de seus textos!
    Rafael Lovato: Que bom minha querida Alinne, bjão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *