<strong>Espaço dos leitores</strong>

Espaço dos leitores

Esse é o cantinho do leitor, para enviar e publicar suas histórias.

A publicação restringe-se a contos e poesias. Basta fazer o upload na janela abaixo. O texto será remetido ao moderador do site, para verificação de adequação aos temas do site.

A chuva de março – por Benedito de Lima


Chove fortágua fria
e luz do céu
desce a bacia
trovões
relâmpagos
sinfônica natureza
avança e o sol se escondeu atrás das nuvens cinza
os pássaros em volteios desesperados
procuram os galhos de suas moradas.
E a chuva cai
sem parar
água fria
a escorregar pelas calçadas.
Chove e no meu coração chove a saudade de você.

"3" comentários em: A chuva de março – por Benedito de Lima

  1. John Williams B. - 27 de março de 2012

    esse poema remete àquelas canções típicas de amor perigoso, quase uma “menina veneno”, diria que essa chuva que cai é mais uma fase que está começando, uma fase saudosista mesmo, não levo ao pé-da-letra as imagens que surgem com facilidade, vou atrás das que se escondem por detrás das nuvens, estas sim sei que me dirão o quanto Ela é maravilhosa. o poema é muito gostoso de se ler.

  2. Rafael - 27 de março de 2012

    Via Facebook
    Rosiane Ceolin
    Que lindo, amigo.

  3. Rafael - 27 de março de 2012

    Valeu, Benedito, gostei!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *