<strong>O peregrino Joshua</strong>

O peregrino Joshua

Joshua é uma coluna com publicação semanal às quintas-feiras no Jornal Diário Regional e aos sábados no Jornal Folha do Mate.

Nela Rafael Lovato trata de temas cotidianos vivenciados por um velho peregrino, no início do século passado.

A série "O peregrino Joshua" está sendo publicada pela Editora Zap Book, e contará com ao menos 7 volumes, e que podem ser comprados no site www.zapbook.com.br

1 junho 2012

Anjo

O peregrino Joshua deixara para trás o vilarejo de Campos Bonitos já há alguns dias. Mas, a chuva constante atrasava o progresso de sua peregrinação. Naquele final de tarde, por sorte encontrou abrigo no celeiro de uma propriedade às margens da estrada, e se alegrou, pois aproveitaria para secar, ao menos um pouco, suas roupas encharcadas.

Já abrigado e sentado em um pequeno monte de feno com a bengala entre os joelhos, observou a intempérie cinzenta aumentar seu furor, com relâmpagos e forte vento, rugindo do lado de fora. Intimamente, agradeceu o fato de se encontrar protegido, pois seria penoso enfrentar aquela chuva em campo aberto.

Pensando nisso, um sentimento de conforto e tranquilidade abraçou sua alma. Porém, veio de braços dados com a consciência de sua pequeneza e fragilidade frente ao mundo e à vida, e foi quando se lembrou da noite na qual machucou o joelho, tantos anos atrás.

Imediatamente, recordou-se de palavras que escrevera dias depois, em uma tardinha chuvosa como aquela. Naquele tempo, não possuía a consciência de que um anjo poderia pousar em seu ombro.

Ávido, procurou o papel dentro do alforje. Achando-o, leu o seguinte:

 

Queria, eu, ver um anjo nesse momento.

Sim, com suas belas asas, auréola e tudo, voando e sorrindo.

Pois, então, eu poderia me permitir dormir tranquilamente,

Na confortante certeza de que o céu de fato existe,

Que alguém olha por mim, cuida de mim,

E que não sou sozinho nesse mundo.

Não importaria quais provações passo aqui,

Pois, no final, sendo homem honesto que propaga o bem,

Algo melhor me esperaria quando, finalmente,

Caronte viesse me buscar, libertando-me deste invólucro carnal.

Mas, de outro lado, relembro que a divindade é um mistério,

E que a fé é incondicional. Assim como o amor.

Sei que não cabe a mim, mortal pecador, imperfeito,

Questionar os meandros da eternidade.

Então, cá estou. Pés na terra, observando vicissitudes,

Guerras, maldades… Parece tudo estar perdido…

Se conversasse com minha lógica, pura e racional,

Por certo concluiria que nada mais do que o inferno existe,

E ele está aqui, em minha frente, dia a dia.

Mas, essa não é a minha verdade.

A cada dia vejo coisas extraordinárias, homens extraordinários,

Que obraram para o bem de todos, com inventos miraculosos,

Como o rádio, os automóveis, medicamentos…

Isso tudo é prova de que um Deus olha por nós,

Emprestando-nos condições de crescermos, de ajudarmos o próximo.

Então, por que este sentimento de vazio?

Talvez, seja consequência de minha impotência frente a várias questões,

Como os relâmpagos ali fora.

Talvez, seja a consciência das dificuldades alheias,

A fome, o abandono, doenças.

Talvez… Dúvidas e incertezas de um viver terreno.

Penso, pondero, reflito, e elas continuam lá,

Assolando minha mente consciente…

Por que perseguir a eternidade, se, muitas vezes,

Sequer realizamos o suficiente para preencher uma vida?

Temos, de fato, tempo de sobra por aqui.

No final, então, para não passar uma vida povoado por dúvidas,

Talvez, eu devesse me ocupar em me encontrar,

E, principalmente, compreender o que sou,

Para, ao final, merecer a tranquilidade.

Assim, quem sabe um dia eu descubra o céu, o meu céu,

E verei um anjo, o meu anjo:

A minha própria paz.

 

Enquanto refletia sobre tais palavras, escritas tantos anos atrás, Joshua se encontrava convencido de que dedicara sua vida a se encontrar e saber quem ele de fato era. E, que aceitara e respeitara suas limitações intrínsecas.

Guardou o papel no alforje e levantou os olhos, vendo árvores chacoalharem ao forte vento, que adentrou o celeiro em uma lufada. Então, ouviu um bater de asas, e sentiu-as lhe abraçando, protegendo.

Sabia que não era sozinho naquele mundo.

"26" comentários em: Anjo

  1. Paulo Ricardo Carvalho Machado - 26 de junho de 2014

    E eu sentado ali, surge então um Anjo, com um livro na mão, dizendo-me que veio de um futuro distante, que no livro continhas todas as obras de Deus, que a mensagem teria que ser passada de pai para filho. Ele deslumbrado pergunta ao anjo? Qual o seu nome. ele responde ! Seu anjo Rafael vou seguir-te até a eternidade…!!!

    • Rafael - 26 de junho de 2014

      Valeu meu amigo Ricardo, abração!

  2. Rafael - 17 de maio de 2014

    Via FACEBOOK
    Josi Riedel Rosa
    Lindo mesmo! Me identifico com Joshua quando leio!

    • Rafael - 17 de maio de 2014

      Que bom, Josi, beijão!

  3. Rafael - 17 de maio de 2014

    Via FACEBOOK
    Heloiza Averbuck
    Que lindo!

    • Rafael - 17 de maio de 2014

      Beijo minha querida Heloiza!

  4. Rafael - 16 de maio de 2014

    Via FACEBOOK
    Bagual Klein
    Muito bom !

    • Rafael - 16 de maio de 2014

      Abração!

  5. Rafael - 16 de maio de 2014

    Via FACEBOOK
    Eduardo Lovato
    Excelente meu irmão. Abraçao!

    • Rafael - 16 de maio de 2014

      Beijo meu mano amado!

  6. Rafael - 16 de maio de 2014

    Via FACEBOOK
    Helena Campos
    🙂 também eu queria!

  7. Rafael - 16 de maio de 2014

    Via FACEBOOK
    Delci Mantelli
    Affffff,hoje nao …..é muita emoçao,vou ler outra vez ,com licença!!!!!

    • Rafael - 16 de maio de 2014

      Beijo minha querida Delci!

  8. Rafael - 16 de maio de 2014

    Via FACEBOOK
    Norton Campos
    Que Show,meu querido e todos nós temos sim ,nosso anjinho da guarda,baita abraco e ótimo findi aos queridos!!!

    • Rafael - 16 de maio de 2014

      Abração meu amigo Norton!

  9. Rafael - 16 de maio de 2014

    Via FACEBOOK
    Sonia Maria da Silva
    Q lindo!

    • Rafael - 16 de maio de 2014

      Beijão Sonia!

  10. Rafael - 16 de maio de 2014

    Via FACEBOOK
    Irene Oliveira
    😉 adorei!!!

  11. Rafael - 16 de maio de 2014

    Via FACEBOOK
    Mércia Silqueira Corrêa
    Texto lindo, meu amigo Rafael Lovato!

    • Rafael - 16 de maio de 2014

      Beijo minha querida Mércia!

  12. Rafael - 4 de junho de 2012

    Via Facebook
    Nara Borba
    Muito bom!!!
    Rafael Lovato: Bjão minha querida Nara!

  13. Rafael - 2 de junho de 2012

    Via Facebook
    Rosiane Ceolin
    Que lindo, já li tudinho amigo é mto bom.
    Rafael Lovato: 🙂

  14. Rafael - 1 de junho de 2012

    Via Facebook
    Marlene Chiaparini
    Adorei sua coluna de hoje: ANJO! entrei nessa vibração! Parabéns e grata por me trazer esse belo sentimento! bjo
    Rafael Lovato: Que bom, minha querida Marlene. Bjão!

  15. Rafael - 1 de junho de 2012

    Via Facebook
    Vera Lucia Dias: RAFAEL ,LI O QUE VOCÊ INDICOU …. LINDO DEMAIS ,BELAS PALAVRAS ABRAÇOS … AMIGO. QUE OS ANJOS LHE PROTEJAM.
    Rafael Lovato: Bjão minha querida Vera

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *