<strong>O peregrino Joshua</strong>

O peregrino Joshua

Joshua é uma coluna com publicação semanal às quintas-feiras no Jornal Diário Regional e aos sábados no Jornal Folha do Mate.

Nela Rafael Lovato trata de temas cotidianos vivenciados por um velho peregrino, no início do século passado.

A série "O peregrino Joshua" está sendo publicada pela Editora Zap Book, e contará com ao menos 7 volumes, e que podem ser comprados no site www.zapbook.com.br

6 julho 2012

Beijo

Naquela fria manhã outonal, desde cedo o peregrino Joshua caminhava pelas ruelas do vilarejo de Recanto dos Mouros. Refletia sobre frases que ouviu, noite passada, um dos hóspedes da pensão falar: ‘Sou caminho. Fiz vida’. Inicialmente, elas lhe pareceram meras divagações. Porém, após muito pensar, concluiu que, assim como a maioria das questões do mundo, após analisadas detidamente, elas também passaram a possuir enorme sentido.

Cruzava na frente da venda de secos e molhados quando resolveu descansar um pouco o joelho, e sentou em um banco perto da porta de entrada. Do seu lado, o proprietário do estabelecimento varria folhas do chão. Perto de ambos, um casal, com um filho e uma filha, aguardava no ponto de condução da charrete para a cidade mais próxima.

Sem demora, a charrete chegou, e o homem se despediu, beijando a esposa, a filha e o filho. Ao presenciar tal fato, o proprietário do estabelecimento parou de varrer folhas, comentando.

– Isso é uma pouca vergonha. Onde já se viu, beijar o filho homem? Esse mundo está perdido – e se virou para Joshua. – O senhor não concorda?

Joshua se ergueu e sentiu o joelho doer, mas sabia que o anjo pousado em seu ombro, sem demora, abrandaria a carga sobre seu joelho, e escorou a mão sobre a bengala.

– Concordo que devemos ser atentos a quem beijamos.

O homem coçou a cabeça.

– Sei… E o senhor concorda comigo, ou não?

– Meu amigo, durante minha longa vida me deparei com muitas questões. Inclusive com pessoas tarjando o beijo como obsceno, indecente, imoral, especialmente quando dado entre homens.

– E é mesmo! O senhor não acha que é errado?

Joshua deu um passo na direção do homem.

– O que eu sei é que a moral deve, sim, ser cultivada. Mas, não deve destoar da realidade e necessidade sentimental de todos nós quando confrontada com algo que, verdadeiramente, simboliza o amor, o bem-querer e o desarmamento entre os homens.

– E o que seria isso?

– O beijo.

O homem arregalou os olhos.

– Nunca havia pensado nesse sentido.

Joshua olhou nos olhos do homem.

– Para mim, o beijo significa a trégua, o fim do digladio com nossos próprios sentimentos. É o parar de lutar consigo mesmo, é o aceitar e demonstrar um sentimento, sem medo de reprimendas. É o baixar armas e entregar, incondicionalmente, um gesto carinhoso.

– Mas, o senhor é preparado, né? Pelo visto já pensou muito sobre o assunto…

– Meu amigo, todos já tivemos vontade de dar um beijo de amor, de felicidade, carinho, fraternidade, tristeza, amizade… E, muitas vezes, precisamos recebê-los, não é mesmo?

O homem meneava a cabeça.

– Ô, se é!

– Negar esses sentimentos é rejeitar a si mesmo, tolhendo o que há de mais autêntico no ser humano: a capacidade de demonstrar, objetiva e claramente, o que pensa e sente.

– Nossa, o senhor é dos bons. Precisa conversar com minha mulher!

Joshua se aproximou ainda mais.

– Poucas vezes paramos para pensar o quanto esse simples gesto significa para todos nós, homens, de todas as idades, nacionalidades e sexos, posto que o beijo é universal.

– Entendi. Mas, mesmo entre homens?

– Desarme-se, externe o que seu coração sente, pois, é dessa maneira que ficará receptivo ao bem, à amizade e ao amor. Não sinta vergonha de ser humano. Não erre pela falta de abertura para receber um carinho, e muito menos o denegue ao próximo – e Joshua colocou a mão no ombro do homem. – E é por isso que minha verdade lhe digo: devemos, sempre, beijar sem medo a quem temos vontade. Especialmente a um filho.

"9" comentários em: Beijo

  1. Rafael - 11 de julho de 2014

    Via FACEBOOK
    Delci Mantelli
    RECOMENDEI…..

  2. Rafael - 11 de julho de 2014

    Via FACEBOOK
    Norton Campos
    Showwwwwwwwwwwwwwwwwwwwww,como sempreeeeeeRafael Lovato,baita abracoooooooooooooooo

  3. Rafael - 11 de julho de 2014

    Via FACEBOOK
    Arnaldo Leodegário Pereira
    Muito bom caro poeta Rafael Lovato! Parabéns! Bom dia!

    • Rafael - 11 de julho de 2014

      Abração Arnaldo!

  4. Rafael - 11 de julho de 2014

    Via FACEBOOK
    Elaci Bencke
    A amizade é um amor que nunca morre!!! Abração amigo!

    • Rafael - 11 de julho de 2014

      Beijão minha querida amiga Elaci

  5. Rafael - 6 de julho de 2012

    John Williams Bezerra
    Indico a todo mundo…
    Rafael Lovato: Valeu, meu amigo John. Abração!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *