<strong>O peregrino Joshua</strong>

O peregrino Joshua

Joshua é uma coluna com publicação semanal às quintas-feiras no Jornal Diário Regional e aos sábados no Jornal Folha do Mate.

Nela Rafael Lovato trata de temas cotidianos vivenciados por um velho peregrino, no início do século passado.

A série "O peregrino Joshua" está sendo publicada pela Editora Zap Book, e contará com ao menos 7 volumes, e que podem ser comprados no site www.zapbook.com.br

27 julho 2012

Provações

 

O inverno chegava à região trazendo gélido vento em sua algibeira. Foi a muito custo que o peregrino Joshua chegara, com seu caminhar claudicante, em virtude do tornozelo machucado, ao vilarejo de Ventos Uivantes.

Já abrigado do frio na pensão do vilarejo, aquecendo-se sentado defronte ao fogão à lenha, ponderava que sempre gostara do inverno, porém, a cada ano que passava, sentia mais e mais frio. Talvez, fosse mesmo o clima mudando; mas, talvez, fosse a idade cobrando seu preço.

Ao mesmo tempo em que refletia, saboreava pinhões feitos na chapa do fogão, momento em que um hóspede, que também se encontrava na cozinha, falou:

– Veja o senhor como a vida é ingrata e cruel: estou eu cá, léguas e léguas de distância da minha esposa e filhos, pernoitando em pensões por esses rincões afora, sem hora para encerrar o trabalho. E, tudo em nome de um salário honesto no final do mês…

Joshua parou de comer pinhões e se virou para o homem.

– Assim é a vida terrena.

O homem suspirou.

– Pois é. Estou precisando me submeter a situações que sempre odiei: passar noites sozinho, não ter hora, nem mesmo dia, para chegar em casa, ficar longe do calor do meu lar… Não sei quanto tempo ainda vou aguentar.

Joshua levantou e se escorou na bengala.

– Meu amigo, também enfrentei muitas provações em minha vida, muito mais do que gostaria e mesmo do que imaginaria conseguir suportar. Em relação à minha fé, ao meu amor pelos homens, ao amor à minha própria vida…

– Sei bem do que o senhor fala.

– Neste viver, às vezes, encontramo-nos em situações nas quais desistir parece o melhor a fazer, não é mesmo?

O homem meneava a cabeça.

– É bem isso.

Joshua deu um passo em sua direção.

– Mas, se prosseguimos, saímos fortalecidos, vitoriosos consigo mesmos. No desenrolar da vida profissional, muitas vezes, fazemos coisas que não gostamos, aturamos atitudes que julgamos impróprias, aceitamos situações desconfortáveis, tudo em nome de um bem maior, de um fictício status social e de imaginária segurança econômica.

– O senhor sabe das coisas!

– E, é sim verdade que há vezes em que devemos dizer um basta! Mas, não raramente, o que precisamos para encontrar paz é sermos autocríticos e olhar para dentro de nós, buscando perceber se o maior problema, senão o único, não somos nós mesmos.

O homem coçou a cabeça.

– Como assim?

Joshua deu mais um passo em sua direção.

– Meu amigo, tudo, nesta vida, toda nossa percepção de mundo, chega-nos da maneira como a vemos, de como a encaramos. Assim, basta colocar as questões em nova perspectiva e tudo muda.

– Nunca havia pensado desse jeito, e não sei se entendo o que o senhor quer dizer.

– Veja só: a situação em que se encontra lhe parece ruim? Então, pergunto: quão pior seria não ter um emprego, ou mesmo não ter uma família para a qual retornar? Passa por provações? Mas, quão monótona e sem sentido seria sua vida se não mais houvessem desafios, se você quedasse em estagnação? Sente saudade da mulher e dos filhos? Mas, quão pior seria não haver o saudosismo em sua vida? Sua família clama por sua presença? E quão pior seria se o quisessem longe?

– Agora tô entendendo onde o senhor quer chegar…

– Não se deixe abater por pequenos obstáculos: regozije-se por conseguir vencê-los. Aproveite os momentos que sua vida lhe propõe, mesmo que diferentes do que experimentava, e utilize-os para crescer – e Joshua olhou nos olhos do homem. – E é por isso que minha verdade lhe digo: todos enfrentamos provações nesta vida terrena. O viver, por si só, já é uma grande prova. Mas, se continuamos esbarrando em novas dificuldades, é porque estamos no caminho certo e com atitudes apropriadas, pois, significa que vencemos as anteriores. E, esta é uma perspectiva encorajadora, não é mesmo?

"9" comentários em: Provações

  1. Rafael - 15 de agosto de 2014

    Via FACEBOOK
    Mônica Guimarães Kawakami
    Que alegria em receber suas publicações, meu querido amigo Rafael Lovato! Outro beijo grande para você.

    • Rafael - 15 de agosto de 2014

      Beijos Mônica!

  2. Rafael - 15 de agosto de 2014

    Via FACEBOOK
    Heloiza Averbuck
    Lindo texto!

    • Rafael - 15 de agosto de 2014

      Beijos minha querida Heloiza

  3. Rafael - 15 de agosto de 2014

    Via FACEBOOK
    Elaci Bencke
    Estou eu cá léguas e léguas de distáncia…….maravilhoso!!!

  4. Rafael - 15 de agosto de 2014

    Via FACEBOOK
    Gilney Mylius
    ” Assim é a vida terrena… ” Parabéns! Abç

    • Rafael - 15 de agosto de 2014

      Abração Gilney!

  5. Rafael - 27 de julho de 2012

    Via FACEBOOK
    Ilca Dosantos
    Boa tarde rafael que historia triste vo ver depois mais uma vez.
    Rafael: A vida é triste em alguns momentos, mas o importante é não esmorecer, Ilca. Bjão para vc!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *