<strong>O peregrino Joshua</strong>

O peregrino Joshua

Joshua é uma coluna com publicação semanal às quintas-feiras no Jornal Diário Regional e aos sábados no Jornal Folha do Mate.

Nela Rafael Lovato trata de temas cotidianos vivenciados por um velho peregrino, no início do século passado.

A série "O peregrino Joshua" está sendo publicada pela Editora Zap Book, e contará com ao menos 7 volumes, e que podem ser comprados no site www.zapbook.com.br

17 outubro 2013

Os heróis

O peregrino Joshua deixou para trás o povoado de Gato Pardo, e naquele final de tarde caminhava por uma empoeirada estrada vicinal. Apesar de o dia amanhecer com céu límpido, há algumas horas acompanhava nuvens negras se aproximando, e naquele momento o vento quente e úmido, que intensificou, deu indícios de que um temporal se avizinhava.

Joshua apressou o passo o quanto seu corpo e bengala permitiram, procurando abrigo, o que encontrou em um estábulo nas proximidades. E, mal havia se acomodado, quando torrencial chuva caiu, com relâmpagos e trovões.

Sem demora, ouviu uma voz vinda de um canto escuro do local, que lhe falou:

– Estou reconhecendo o senhor, lá de Gato Pardo…

Joshua olhou na direção da voz:

– Sim, estive por lá…

E um jovem adulto saiu das sombras, na direção de Joshua:

– Escutei o senhor falando lá na pensão, é um peregrino, certo?  – Joshua aquiesceu com aceno de cabeça, sem nada falar. – Curioso… Quando eu era gurizote, achava o máximo um sábio eremita aqui da região. Já morreu, pobre diabo louco. Ah, eu também adorava o Perseu… Mas, hoje penso que tudo não passa de fantasia, histórias para crianças.

Joshua olhou para o jovem:

– Interessante essa nossa tendência, com o passar dos anos, de destruirmos nossos ídolos e heróis, não é mesmo?

O jovem coçou a cabeça:

– Ã?

Joshua se levantou e escorou ambas as mãos sobre a bengala:

– Quem de nós já não idolatrou alguém e depois o substituiu? Quem já não quis ser um herói e depois o esqueceu?

– Hm… Entendi o que o senhor quer dizer.

– Quando deixamos nossa infância no passado e nos tornamos adultos, algo sempre se perde. Talvez deixamos de ser inocentes, e a razão aponta que nunca teremos superpoderes, que heróis não existem e que nossos ídolos terrenos, na verdade, não passam de pessoas como nós, com inúmeros defeitos, humanos, e não semideuses como outrora julgávamos. Exatamente como o ermitão que você falou.

– É bem isso mesmo…

Joshua deu um passo na direção do jovem:

– Muitos deixam de idolatrar seus ídolos por julgarem que seus atos não seriam fabulosos, mas, passíveis de serem feitos por qualquer pessoa – e Joshua pausou. – Eu penso diferente. Deixe-me fazer uma pergunta: não seria justamente o fato de serem pessoas como nós e, ainda assim, atingirem grandes feitos, o verdadeiro motivo de admiração?

– É, faz sentido.

– Se possuíssem superpoderes, tudo seria muito fácil. Mas, como mudar o mundo, salvar pessoas, doar-se, sendo homens comuns, como nós?

– O senhor tá certo.

Joshua deu mais um passo na direção do jovem:

– Meu amigo, no final, minha verdade lhe digo: não esqueça seus heróis. Reviva seus ídolos de outrora, resgate-os. E, o principal: torne-se você mesmo um herói, pois os superpoderes necessários para ser um Perseu são a bondade, coragem, propagar a solidariedade, ter boas intenções e descruzar os braços e enfrentar uma Medusa, se for preciso – e o jovem deu um sorriso, e Joshua olhou em seus olhos: – Defenda e difunda aquilo que seus ídolos apregoam, que, então, você se transformará no próprio cerne do herói, sem ter a necessidade de ter superpoderes ou ser filho de um Deus.

"6" comentários em: Os heróis

  1. Rafael - 18 de outubro de 2013

    Via FACEBOOK
    Heloiza Averbuck
    Muito bom, Rafael! Acho que ,além do texto excelente, a escolha das imagens é de muito bom gosto!

    • Rafael - 18 de outubro de 2013

      Bjão minha querida Heloiza!

  2. Rafael - 18 de outubro de 2013

    Via FACEBOOK
    Bagual Klein
    Excelente texto, que vale por uma longa e profunda reflexão…

    • Rafael - 18 de outubro de 2013

      Abração Bagual!

  3. Rafael - 17 de outubro de 2013

    Via FACEBOOK
    Dacyane Torres
    Sucesso Rafael Lovato!

    • Rafael - 17 de outubro de 2013

      Bjo Dacyane

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *