<strong>O peregrino Joshua</strong>

O peregrino Joshua

Joshua é uma coluna com publicação semanal às quintas-feiras no Jornal Diário Regional e aos sábados no Jornal Folha do Mate.

Nela Rafael Lovato trata de temas cotidianos vivenciados por um velho peregrino, no início do século passado.

A série "O peregrino Joshua" está sendo publicada pela Editora Zap Book, e contará com ao menos 7 volumes, e que podem ser comprados no site www.zapbook.com.br

8 novembro 2013

Sexualidade

O peregrino Joshua se encontrava no povoado de Gado Manso, e naquela quente tardinha de primavera se sentou na varanda da pensão para descansar um pouco. Perto de si, uma senhora, em pé, virou-se para ele e falou:

– É um absurdo! Esse mundo está perdido. A cada dia a moralidade perde força e o hedonismo toma conta da consciência coletiva da nação. Parece que as pessoas não mais conseguem mensurar o grau de exposição e comprometimento físico a que se expõem com essas roupas modernas! Não conseguem ver onde isso levará as gerações vindouras do mundo! O senhor não acha?

Joshua ajeitou a bengala entre os joelhos:

– Vejo o progresso com bons olhos…

– Progresso, sim! Descaramento e imoralidade, não! Parece que o senhor está esquecendo o que a história tem a nos ensinar e alertar.

– A amiga se refere a Roma antiga?

– Exatamente! Ela é o espelho que nossa sociedade moderna deveria olhar para se ver refletida, e o fim que teve aquela civilização não se distanciará do nosso. Eles dominavam o mundo e passaram a viver de orgias, jogando a moralidade na latrina e colocando o prazer acima de qualquer outra coisa. E, assim, deixaram o império boiar a deriva, num embevecimento hedonista. E isso foi sua ruína!

Joshua se levantou e escorou as mãos sobre a bengala:

– Concordo que devemos cuidar para a luxúria não tomar conta de nossas vidas, mas a liberdade sexual é bem-vinda…

– Não mesmo! Não podemos nos esquecer da moralidade e dos bons costumes!

Joshua deu um passo na direção da senhora:

– Nisso a amiga está certa. Porém, mesmo com liberdade sexual, com roupas mais a vontade, ainda assim o indivíduo pode permanecer com sua moralidade e bons costumes intactos.

A senhora cruzou os braços:

– Não pode não.

Joshua deu mais um passo:

– A verdade é que a proibição erotiza o objeto proibido, e tudo o que negamos acaba se transformando em monstros muito maiores do que de fato são. Claro que a frivolidade deve ser afastada, assim como a banalização do sexo. Porém, o recatamento forçado, os segredos, o tarjar interações sexuais de algo impuro e indesejável acaba criando um efeito reverso no indivíduo.

A senhora descruzou os braços:

– Como assim?

Joshua olhou em seus olhos:

– O ser humano é curioso por natureza. E, também, é de sua natureza os desejos sexuais, a vontade de experimentar sensações novas. E não é a proibição de usar uma saia mais curta ou de passar maquilagem no rosto que barrarão isso. Justo o oposto: potencializarão o desejo – e Joshua colocou a mão no ombro da senhora. – Minha amiga, e é por isso que minha verdade lhe digo: não julgue e condene as atitudes dos semelhantes, mas ensine-os que para tudo há lugar e momento. Mostre-os o caminho sensato a seguirem. E, principalmente, que o gozo da liberdade sexual não necessariamente precisa significar libertinagem.

"18" comentários em: Sexualidade

  1. Rafael - 8 de novembro de 2013

    Via FACEBOOK
    John Williams B
    Sempre muito bom!!!!

    • Rafael - 8 de novembro de 2013

      Abraço meu amigo John!

  2. Rafael - 8 de novembro de 2013

    Via FACEBOOK
    Elis Cristina Castro Pfingstag
    Excelente texto do meu amigo Rafael Lovato, vai a dica de leitura.

    • Rafael - 8 de novembro de 2013

      Bjão minha querida Elis

  3. Rafael - 8 de novembro de 2013

    Via FACEBOOK
    Charles Stacke Pfingstag
    Meu amigo Rafael Lovato, excelente escritor sempre muito sensato em seus pensamentos, ótimo texto, recomendo , parabéns Rafael !!

    • Rafael - 8 de novembro de 2013

      Valeu meu bom amigo Charles, grande abraço!

  4. Rafael - 8 de novembro de 2013

    Via FACEBOOK
    Leila Finkler
    Uau!! excelente texto! concordo com o pensamento do Joshua, não é a proibição que funciona, mas uma boa educação para que se possa usufruir com responsabilidade

    • Rafael - 8 de novembro de 2013

      É isso aí, Leila, bjão!

  5. Rafael - 8 de novembro de 2013

    VIA FACEBOOK
    Heloiza Averbuck
    Gostei muito,Rafael! ótimo ensinamento 🙂

    • Rafael - 8 de novembro de 2013

      Bjão minha querida!

  6. Rafael - 8 de novembro de 2013

    CIA FACEBOOK
    Guedes Maria Helena
    Muito legal meu amigo , gostei muito ! Bjos

  7. Rafael - 8 de novembro de 2013

    VIA FACEBOOK
    Tandrinha Andrade
    Muitoooo bom!!! adoro te ler. parabens..!!

    • Rafael - 8 de novembro de 2013

      Que bom minha querida Tandrinha, bjão!

  8. Rafael - 8 de novembro de 2013

    Via FACEBOOK
    Telmo Mylius Jr.
    Nos últimos dias está em plena efervescência literaria… Abçs.

  9. Rafael - 8 de novembro de 2013

    Via FACEBOOK
    Ines Hoffmann
    Profundo!!!

    • Rafael - 8 de novembro de 2013

      Bjão Ines!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *