<strong>O peregrino Joshua</strong>

O peregrino Joshua

Joshua é uma coluna com publicação semanal às quintas-feiras no Jornal Diário Regional e aos sábados no Jornal Folha do Mate.

Nela Rafael Lovato trata de temas cotidianos vivenciados por um velho peregrino, no início do século passado.

A série "O peregrino Joshua" está sendo publicada pela Editora Zap Book, e contará com ao menos 7 volumes, e que podem ser comprados no site www.zapbook.com.br

13 dezembro 2013

Como encontrar Roma

Naquela quente tardinha, o peregrino Joshua se encontrava sentado na varanda da pensão em Salto Longo, observando o vento brincar com as folhas das árvores enquanto refletia sobre a vida e os homens. Sem demora, um homem de meia idade sentou do seu lado, e após alguns minutos de conversa, ele comentou:

– Pois eu viajo esse mundo afora vendendo esse monte de tralha para ganhar a vida… E veja minha situação: estou no meio de lugar nenhum e sem saber aonde ir agora. Às vezes dá vontade de desistir. E o pior é que não sei o que quero fazer de minha vida.

Joshua ajeitou a bengala entre os joelhos:

– Meu amigo, acalme-se, pois essa dúvida não é somente sua.

– Não?

– Através dos milênios, um dos principais questionamentos no viver dos homens é justamente conseguir identificar aquilo que querem, aquilo pelo que vale a pena dedicar suas vidas para alcançar.

– Conheço pessoas muito satisfeitas com seu dia a dia…

Joshua olhou para o homem:

– Feliz delas, pois isso é conhecer muito de si mesmas.

– Como assim?

– Nessa vida terrena, atingir objetivos propostos é mero exaurimento, pois tendo certeza do caminho que se deve seguir, nenhum passo é dado em vão. Muito ao contrário: cada etapa vencida traz consigo, e em si mesma, satisfação, regozijo, alegria.

O homem coçou a cabeça:

– Já não entendi mais nada!

Joshua se ajeitou na cadeira:

– É normal dúvidas, incertezas e mesmo indecisões nos atormentarem. Mas, temos que ter cuidado para não passarmos nossas vidas inteiras nesse impasse. É importante mensurarmos onde queremos chegar, mas em nada adianta esperarmos sentados até que a decisão chegue. Quem sabe as respostas não estejam exatamente no lugar onde nos encontramos hoje, bastando que olhemos para o lado? Quem sabe novas portas se apresentassem, e então teríamos novas oportunidades…

– Acho que não entendi o que o senhor quer dizer.

Joshua olhou nos olhos do homem:

– Meu amigo, o que tento explicar é que você sempre estará na direção certa se estiver comprometido consigo mesmo, e o próprio caminhar será seu regozijo, justo por ser o seu caminho.

– Mas… Como?

– Pois, todos os caminhos levam o caminhante ao mesmo lugar se o objetivo da caminhada está claro em sua mente.

O homem bateu uma mão na outra:

– Agora eu entendi! Todas as estradas levam a Roma!

– Se for a Roma que o amigo quiser chegar, certamente que sim.

– Ah, mas agora o senhor deu muito sentido nas coisas.

Joshua olhou nos olhos do homem:

– Que bom. E é por isso que minha verdade lhe digo: preocupe-se em saber do seu amanhã, mas não abandone o seu hoje. E, principalmente: saiba aonde quer chegar com sua vida, e lhe garanto que os caminhos de seus dias lhe conduzirão ao seu destino.

"4" comentários em: Como encontrar Roma

  1. Rafael - 19 de dezembro de 2013

    Via FACEBOOK
    Heloiza Averbuck
    Gostei demais!!!

  2. Rafael - 19 de dezembro de 2013

    Via FACEBOOK
    Lya Mary Ferreira
    Muito agradável essa leitura. Faz bem à alma.

    • Rafael - 19 de dezembro de 2013

      Bjão Lya!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *