<strong>O peregrino Joshua</strong>

O peregrino Joshua

Joshua é uma coluna com publicação semanal às quintas-feiras no Jornal Diário Regional e aos sábados no Jornal Folha do Mate.

Nela Rafael Lovato trata de temas cotidianos vivenciados por um velho peregrino, no início do século passado.

A série "O peregrino Joshua" está sendo publicada pela Editora Zap Book, e contará com ao menos 7 volumes, e que podem ser comprados no site www.zapbook.com.br

12 setembro 2014

Os rótulos, as escolhas e a deriva

 

Naquele ensolarado início de tarde primaveril, o peregrino Joshua se encontrava sentado à sombra de uma figueira, descansando o velho corpo antes de retomar sua peregrinação. Pensava que os dias eram marcados por uma finitude rápida e irrefreável quando engajado em questões que sabia serem as corretas para destinar o seu tempo.

Quando pegou o cantil de dentro do alforje e bebeu um gole de água, um homem apareceu na curva da estrada. Sem demora, ele se sentou ao lado de Joshua. Após minutos de conversa, falou:

– Pois é. Mais uma vez em minha vida faço algo no qual eu não acredito. Mas, ao menos, estou no caminho que outros entendem ser o melhor para mim. Talvez eles estejam certos, não é mesmo?

Joshua recolocou o cantil dentro do alforje.

– Meu amigo, só você mesmo sabe a resposta a esta pergunta.

O homem coçou a cabeça.

– Como assim?

– Nesta longa peregrinação de minha vida vi pessoas rotulando outras: pela cor da pele, por não ser inteligente o suficiente, até mesmo por ser gorda ou muito magra. E, a partir de tais rótulos, decidiam sumariamente o que elas deveriam fazer de suas vidas. Falavam ‘você deve emagrecer’ ou ‘você não conseguirá ser um doutor’. Mesmo apontavam que a pessoa não poderia pensar desta ou daquela maneira.

– Sei muito bem do que o senhor fala.

– Porém, esqueciam-se que nós, humanos, nem sempre somos lógicos ou deterministas, e que a resposta da equação do viver não é puramente matemática e pré-determinada. E o mais triste disso tudo é que muitas daquelas pessoas escutaram essas vozes que não eram suas, deixando-se levar pela corrente de pensamentos alheios, acabando por sucumbir ao desejo ou desdém de outrem, ao rótulo que lhe impuseram.

– Mas, e qual o problema disso?

Joshua olhou para o homem.

– Seguir um caminho que não é o nosso, ouvir uma voz que não é a nossa, deforma nosso viver, transformando-nos em seres desiludidos, incompletos, barcos à deriva na imensidão do oceano da vida. Mas, cuidado: acaso isso acontecer, não podemos creditar unicamente aos outros essa nossa condição.

– Não?

– Nesta vida terrena cabe a nós próprios descobrirmos e escolhermos o melhor caminho a trilhar, não nos deixando levar por impressões de mentes díspares. O viver é repleto de encruzilhadas, e raramente não sabemos qual o melhor caminho a seguir. Porém, reiteradamente optamos por aquele que nos parece mais fácil, mesmo não sendo o correto. Mas, esquecemo-nos de questionar qual o preço dessa escolha, e o que ela nos cobrará no futuro.

– Agora estou entendendo aonde o senhor quer chegar.

Joshua se virou para o homem.

– Libertar-se dos rótulos e do barulho criado pelos outros não é fácil. Mas, não é impossível. E é por isso que eu não posso lhe dizer o que é certo ou errado nas escolhas da sua vida…

– O senhor somente me deu outro ponto de vista, para que eu mesmo escolha! Entendi.

– Meu amigo, tarjas, rótulos e preconcepções existem, mas não significa que devamos aceitá-los. O que cabe a nós é descobrir se elas se aplicam ou não ao que intimamente vemos e pensamos de nós mesmos – e Joshua olhou nos olhos do homem. – No final, minha verdade lhe digo: conheça a si mesmo. E, o principal: não atalhe, e sim lute com todas as forças por aquilo que descobrir.

"12" comentários em: Os rótulos, as escolhas e a deriva

  1. Rafael - 19 de setembro de 2014

    Via FACEBOOK
    Sonia Maria da Silva
    Lindo é pura verdade vamos sempre rotulando.

  2. Rafael - 19 de setembro de 2014

    Via FACEBOOK
    Daisi Godoy
    Parabéns! lindo texto…excelente para refletir sobre essa mania de rotular tudo…

    • Rafael - 19 de setembro de 2014

      Beijos Daisi!

  3. Rafael - 12 de setembro de 2014

    Via FACEBOOK
    Eliene Lima
    Excelente, amei! Beijo pra te Rafael Lovato

    • Rafael - 12 de setembro de 2014

      🙂 !!

  4. Rafael - 12 de setembro de 2014

    Via FACEBOOK
    Norton Campos
    Espetacular,como sempre,meu querido Rafael Lovato

    • Rafael - 12 de setembro de 2014

      Abração Norton!

  5. Rafael - 12 de setembro de 2014

    Via FACEBOOK
    Bagual Klein
    Impossível não rotular.. belíssima reflexão !

    • Rafael - 12 de setembro de 2014

      Abração meu amigo Bagual

  6. Rafael - 12 de setembro de 2014

    Via FACEBOOK
    Heloiza Averbuck
    Belas palavras do sábio Joshua!

    • Rafael - 12 de setembro de 2014

      Beijos minha querida amiga Heloiza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *